Tratamento caseiro para estrias

Tratamento caseiro para estrias

As estrias aparecem quando há um estiramento excessivo da pele, mas na maioria dos casos, é possível tratar em casa.
Ganhar e perder peso com frequência pode causar o aparecimento de estrias. Isso acontece porque as células da epiderme não têm tempo de se duplicar na proporção que as novas células de gordura exigem.
Também o ganho de músculos de forma muito rápida pode causar as indesejadas estrias. Assim a pele estica muito e acabam rompendo as fibras e as estrias aparecem.


Já existem vários tratamentos para amenizar as marcas de estrias na pele como o laser, a luz pulsada e o peeling, porém não é recomendado fazer nenhum sem a orientação de um profissional, pois quando o tratamento não é feito corretamente pode causar um dano maior na pele.

Também existem alguns tratamentos caseiros para diminuir as estrias.

1 – com cosméticos:

A dobradinha de creme hidratante e vitaminas para a pele é excelente para combater as estrias.
Vamos ver agora uma misturinha caseira, que deve ser aplicada diariamente na região com estrias:

Ingredientes:

1 lata de creme Nívea o da lata azul;
1 tubo de pomada Hipoglós;
1 ampola de vitamina A – Arovit ;
1 vidro de óleo de amêndoas de mais ou menos 60 ml.

Misture todos os ingredientes, bata bem até virar um creme.

Aplique em cima das estrias uma vez por dia

A misturinha deve ser guardada em vidro com tampa na geladeira.

2 – máscara de azeite:

1/2 meia xícara de azeite;
1/4 de xícara de aloe vera em gel;
5 cápsulas de vitamina E;
5 cápsulas de vitamina A.

Bata tudo no liquidificador até formar uma pasta e mantenha em pote com tampa na geladeira.
Aplique diariamente sobre a pele com estria. Esse tratamento é muito bom para as estrias vermelhas.

Qualquer que seja o tratamento para estrias não vai apresentar resultado imediato, caso necessite apenas disfarçar as estrias, tem a opção de usar maquiagem.

Dica para disfarçar estrias :

Nas estrias avermelhadas ou brancas, use o corretivo na mesma tonalidade da pele.

Esta matéria é apenas informativa e não substitui orientação médica.

Até a próxima!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *